Auto-confiança e algumas dicas

O que é e o que se entende por auto confiança?
Os dois aspectos principais que contribuem para a autoconfiança são a auto-eficácia e a auto-estima. Nós ganhamos um senso de auto-eficácia, quando nos vemos a nós mesmos (e outros semelhantes a nós) no domínio das habilidades que possuímos e a alcançar metas que necessitam dessas mesmas habilidades. Esta é a confiança, que se aprende quando trabalhamos duro numa área em particular, e acreditamos que vamos conseguir, e é este tipo de confiança que leva as pessoas a aceitarem desafios difíceis, e a persistirem diante de dificuldades e obstáculos. Isso coincide com a ideia de auto-estima, que é um sentido mais geral, de que podemos lidar com o que acontece nas nossas vidas. Em parte isto vem de um sentimento que as pessoas, ao nosso redor, reforçam, face à nossa maneira de ser, que podemos ou não ser capazes de controlar. No entanto, também vem da sensação de que temos de nos estarmos a comportar de forma virtuosa, que somos competentes no que fazemos, e que podemos e somos capazes de bons desempenhos quando nos desafiamos a nós próprios ou estabelecemos metas.


ALGUMAS DICAS:

- Aceitar os elogios graciosamente . Não digam "... ah claro...", nem dêem aos ombros... guardem no coração e respondam positivamente. Digam obrigado e sorriam;

- Ajudem os outros. Quando temos consciência que fazemos o bem para as pessoas ao nosso redor e que isto faz uma diferença positiva na vida delas (mesmo que seja a gentiliza com a pessoa que vos serve o café pela manhã), sabemos que é uma força positiva no mundo e que isso dará um impulso à sua auto-confiança;

-  Aprendam a apreciarem-se. Todos nós temos pontos fortes, fraquezas, hábitos e princípios que nos definem e que nos tornam únicos. Gastem mais tempo concentrando-se nas vossas qualidades (nas que gostam), e menos nas que não gostam;

- Comecem com pequenos passos para ganharem confiança. Dêem pequenos passos e façam escolhas pequenas para ganharem confiança na vossa capacidade de tomarem uma decisão. À medida que forem adquirindo segurança na vossa capacidade de fazerem boas escolhas, irão ganhar confiança em vocês próprios e ficarão mais seguros relativamente às vossas habilidades em geral;

- Comecem por dentro. Ignorem toda e qualquer crítica destrutiva ou insultos, incluindo as do seu passado. A vossa opinião sobre vocês próprios é a mais importante de todas. Muitos de nós fomos feridos por outros em algum momento, certo? Mas é crucial não internalizarem esse tipo de abuso e não deixarem que esse tipo de acção vos continue a ferir. Se deixarmos o passado ir embora , ignoramos a negatividade dolorosa;

- Criem uma lista de afirmações diárias. Digam para vocês próprios que são pessoas maravilhosas e que merecem serem felizes. Façam uma lista com todas as coisas que gostem em vocês. Se cometeram erros que vos impedem de acreditarem que merecem ser felizes, tomem medidas para aliviarem essa culpa. Peçam desculpa às pessoas que vocês possam ter magoado (se possível), aprendam com esses erros e perdoem-se a vocês próprios;

- Elogiem as pessoas. Quebrem o ciclo da negatividade criando o hábito de elogiar. No processo irão construir a vossa auto-confiança, pois ao verem o melhor dos outros, indirectamente, trazem o melhor de vocês;

- Enfrentem os vossos medos e aprendam com os vossos fracassos;

- Evitem o perfeccionismo pois ele paralisa e impede a realização os nossos objectivos;

- Identifiquem-se nos vossos sucessos. Todos somos bons em algo, então descubram as coisas em que se sobressaem e foquem-se no vosso talento. Dêem permissão a vocês próprios de se orgulharem disso;

- Mantenham os vosso princípios;

- Não se preocupem em serem "perfeitos", visar a perfeição na vida é uma causa perdida, pois o termo significa coisas diferentes para pessoas diferentes, Ninguém é perfeito aos olhos dos outros, por isso procurem sim atingir os vossos objectivos;

- Não tentem agradar a todos. É óptimo ser se atencioso com os outros mas pensem bem antes de sacrificarem as vossas próprias necessidades para agradá-los. Fazer de tudo para agradar estranhos, meros conhecidos ou pessoas em que não confiam  não leva a lado nenhum e pode deixar-vos exaustos. Em suma, não se permitam ser usados!

- Olhem para o espelho e sorriam. Estudos na área da "teoria da resposta facial" sugerem que a expressão do seu rosto pode realmente encorajar o seu cérebro a registar certas emoções. Por isso, ao olharem para o espelho, sorriam, e desta forma poderão se sentir mais felizes com vocês próprios e mais confiantes, a longo prazo;

- Não tentem copiar ninguém, pois vocês irão estar no vosso melhor, quando forem quem realmente são, por causa da singularidade. Esforcem-se para estarem no vosso melhor e não se critiquem mesmo se ficarem aquém das vossas expectativas;

- Sejam gratos pelo que têm. Em muitos casos na raiz da insegurança e da falta de confiança, está o sentimento de não se ter o bastante de algo, seja uma validação emocional, dinheiro... Reconhecer e apreciar o que têm pode combater o sentimento de se sentirem incompletos e insatisfeitos. Encontrar essa paz interior fará maravilhas para a vossa auto-confiança.


Beijinho
PowerBlog

Sem comentários:

Enviar um comentário